23 novembro 2015

Black Friday - Mudanças

E aí, povo lindo?! S2

Sabem a Black Friday dia 27? Tem um monte de livros nacionais que vão participar! E "Mudanças", da parceira do blog L. L. Alves, está na lista! Anotem aí na agenda que vocês vão poder adquirir o livro por apenas R$17,00 (frete incluso), autografado e com brindes exclusivos*. Não perca tempo e garanta o seu!

Entre em contato diretamente com a autora por e-mail ou através do seu perfil no Facebook. A promoção é válida de 27/11 à 30/11 ou até quando durarem os estoques.





Título: Mudanças

Autor: L. L. Alves

Gênero: Romance Juvenil

Sinopse: O que esperar das férias: apenas sorrisos e felicidade? Não é bem isso que acontece na vida de Verônica. Em meio a corações despedaçados e crises de “aborrecência”, Verônica encontra Carlos, um rapaz misterioso e disposto a defendê-la. Mas será que é o acaso que os une? Decisões do passado podem trazer mudanças para o futuro? Ela precisará lidar com suas próprias ações e deverá aprender o verdadeiro valor da amizade, do amor e da confiança. Verônica não será mais a mesma, mas será ela capaz de compreender que mudanças fazem parte da vida?


Confira a resenha feita no blog: http://entredimensoesbooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-mudancas.html

* os brindes são limitados para os primeiros que adquirirem, mas todos os compradores ganharão marcadores autografados

Vocês podem conferir aqui os demais autores que estão participando da Black Friday: https://www.facebook.com/events/1748107372088795

07 novembro 2015

N7 Day!

Geeeeeeente!!!!!! (animada por nenhuma boa razão, uma vez que o TCC tá em passo de tartaruga manca e tenho milhões de trabalhos já)

Mas... Hoje é 7 de Novembro. Um dia que nós, fãs de Mass Effect, comemoramos e chamamos de "N7 Day!"

"Ah, mas por quê comemoram? O que tem esse 'N7 Day'?"

Explico:

No universo de Mass Effect, a Aliance, a organização humana responsável pela proteção de colônias humanas em outros planetas, relações diplomáticas com outras espécies e tals, possui no seu corpo de fuzileiros o programa "N7", para o qual apenas os melhores são indicados, selecionados e podem afinal se considerarem um N7 ao final do treinamento. E Shepard, o personagem que controlamos, é um N7, inclusive fazendo missões especiais por ser um N7. Por conta disso, os fãs de Mass Effect comemoram o dia 7 de Novembro.

E como fã... Feliz N7!!!!!!


A ilustração comemorativa é um speedpaint dos Shepard que uso pra jogar: Rani Shepard, a indiana-ruiva, e Sammuel Shepard, o quase-albino xD


05 novembro 2015

O Incrível Mundo das Visual Novel! - Parte 1

Quem me tem no facebook deve ter visto umas postagens estranhas minhas iniciando com "Visual Novel" no último mês.

Não é um universo muito conhecido. Eu mesma o descobri literalmente por esses meses de greve na Federal (falta do que fazer [mentira, tem o TCC] + achando um absurdo o preço das DLCs de DA Inquisition), graças à uma amiga (Te amo, Camila Monteiro S2).

Uma Visual Novel, de certa forma, é similar à games como Life is Strange, Tales from the Borderlands e The Wolf Among Us: é como ver um "filme" onde podemos fazer escolhas que moldam o final. Com a diferença de que uma visual novel é mais como um livro ilustrado (mais livro que HQ ou Graphic Novel por boa parte das ações dos personagens e outras coisas serem descritas como num livro, em primeira, segunda ou terceira pessoa, e não mostradas em ilustrações como numa HQ. Alguns momentos especiais, que vem em consequência de determinadas escolhas, como primeiros beijos de casais, geralmente, possuem ilustrações especiais, algumas MUITO LINDAS. Pelo menos as que eu joguei). E também, a maior parte das Visual Novel foca em histórias românticas. Algo realmente mais para garotas adolescentes. (sqn com Cupid xD)

Mas várias possuem histórias realmente MUITO boas! Histórias que me surpreenderam muito, de me deixarem de queixo caído e pensando "Pqp... Isso devia virar série, filme, série de livros, sei lá...". O único porém é que praticamente todas são em inglês (com sorte. Por exemplo, a maior parte da série "Amnesia" só tem em japonês, e pra PSP, ainda por cima ç.ç Outras que morro de vontade de jogar também só são encontradas em japonês e/ou para outra coisa que não PC).

E essas que me deixaram "Oh", eu recomendo! Vou falar sobre elas nessa série de postagens "O Incrível Mundo das Visual Novel!", que provavelmente não terá fim: irei falar sobre algumas à cada postagem, conforme as jogo/arranjo paciência pra escrever sobre :) Considero-as uma mistura de games e literatura interessante, por isso acho pertinente falar sobre!


Loren The Amazon Princess


Loren é uma Visual Novel diferente (junto de Seasons of the Wolf e Planet Stronghold), e a primeira que joguei. Ela possui um sistema de RPG implementado, com subida de níveis, XP e batalhas, lembrando muito um RPG de mesa: retratos do seu grupo x retratos do grupo inimigo, com ordem de turnos definidos pela velocidade do personagem, selecionando sobre quem vamos realizar uma ação e qual ação será essa. Até mapa pra gente zanzar e acampamento pra conversar com os amigos tem! De fato, a única diferença entre Loren pra um Dragon Age da vida é que são imagens estatísticas, e não 3D.

O interessante é que não jogamos com a heroína pika das galáxias que dá nome ao jogo, Loren, a Princesa Amazona. Nada disso. Jogamos como seu servo/escravo, uma elfa (Elenor) ou um homem (Saren). A mãe da Loren, a Rainha Karen, desapareceu, e ao invés de assumir o trono, Loren decide ir atrás da mãe, e aí a chefe da guarda ordena que você, o jogador, vá com ela. E, embora não pareça, a sua atitude para com a Loren influencia não apenas no seu destino, mas no destino de Aravorn, o mundo onde o jogo se passa, porque nessa de ir atrás da Karen a gente se mete com demônios e afins xD

Pra entender a lindeza de Loren, só jogando S2

Detalhe: COLOQUEM A DLC "CASTLE OF N'MAR" QUANDO FOREM JOGAR!!!!! Chambara, Sauzer e Mesphit deixam o jogo MUITO mais lindo! S2 Pena que o Sauzer é monge celibatário, porque ele é muito gracinha ç.ç *chorando no cantinho*


Amnesia: Memories


O segundo que joguei. O que mais ocupa espaço no HD também (ao lado de Nameles: The One Thing You Must Recall e dos outros que preciso do emulador de PSP. Culpada: Deus sabe quando terei algum tipo de console. Visual Novel geralmente não pesa tanto).

A dublagem é em japonês, com apenas a Heroine, a personagem cuja pele tomamos pra jogar, sendo sem voz. É um jogo relativamente difícil sem um detonado. "Hah, uma Visual Novel, difícil?". Sim, meu caro. (Nameless também entra aí) Especialmente se tu pega logo o mundo do psicótico de primeira. (como eu)

É assim: você perdeu a memória porque um espírito (ORION GRACINHA!!!!!! OPÇÃO DE ROMANCE NOS AMNESIA QUE SÓ TEM EM JAPONÊS, DESGRAÇA!!!!) viajando entre dimensões bateu em você e acabou entrando na sua cabeça. À partir daí, você pode escolher quatro mundos (Heart, Clover, Diamond e Spade. Sim, naipes de cartas em inglês), onde você tem/tinha um namorado antes de perder a memória, e agora tu tem de recuperar sua memória e ficar em bons termos com o carinha, com o Orion te ajudando. E pra todos existem finais bons, normais e ruins. Por "final ruim", inclua "morrer" (eu no meu primeiro gameplay). Se você não escolhe as respostas certas pra determinadas situações nos mundos, você não desbloqueia o final bom com o cara escolhido. E sério, é difícil fazer as escolhas certas: todos eles possuem algum "complicômetro" pra você acabar não indo com a cara dele ou te levar a fazer as escolhas que levam para o final normal ou ruim. (um deles te coloca numa jaula sob o pretexto de te proteger. Como desbloquear um final bom com um cara desses sem um detonado? Morri e feliz no primeiro gameplay dele que fiz haushsuahusahusa)

O Ikki e o Shin (Spade e Heart, especificamente) são os melhores, na minha opinião. O do Ikki é de quebrar o coração, na verdade: quando a gente o conhece nos outros mundos e tals, a gente não imagina isso. E as ilustrações que desbloqueamos com eles... Jesus me abana, uma mais linda que a outra! @.@

"Ah, mas qual a graça de desbloquear os finais bons de todos?" Desbloquear o quinto mundo, o Joker World, o mais bugado onde tem uns sete finais ruins ou mais, e o quinto cara, e descobrir umas tretas monstros sobre Orion e afins.

E qual a graça do Joker World?

Joguem e se debulhem em lágrimas comigo ao chegarem ao final bom dele xD

Enfim, um primor de história, porque todos os mundos meio que se juntam pra contar uma única história. Até anime tem (não vejam antes de jogar. Vai perder a graça descobrir o Joker World). Pena que os outros games da série só tem em PSP e sem legenda em inglês. ç.ç *no cantinho, chorando. De novo*


Cupid

Como descrever? Cara, Cupid é simplesmente incrível.

Primeiro, nós não encarnamos realmente um personagem, por assim se dizer. Nós encarnamos a Mãe da personagem principal, Rosa (nome dado deliberadamente por uma das personagens). Mas a Mãe está morta. Se ela é um fantasma ou o quê, é uma boa pergunta: o que somos é apresentado em determinado momento, mas ainda assim fica uma certa incerteza.

Enfim. O que dizemos ou não para Rosa influencia em como ela verá e reagirá ao mundo e no final. Quando não influenciamos na escolha e lemos o que a Mãe fala, é bem... Heartbreaking. A Mãe é bem cruel com as palavras às vezes, e tendemos a detestar o personagem que encarnamos enquanto não descobrimos a verdade. (eu passei a pelo menos entender quando a verdade veio à tona)

O jogo gira em torno de descobrir a verdade sobre Guilleume e o que aconteceu de fato com a melhor amiga de Rosa, Catherine. Que era noiva do tal Guilleume antes de morrer. Temos algumas cenas e sugestões de cenas realmente pesadas, envolvendo Catherine e Guilleume (muitas eu ainda não descobri. Tenho de rejogar fazendo escolhas diferentes, pra também alcançar outros finais), entre outras. (sério, tem muita arte pra eu descobrir ainda. Mesmo um capítulo: as escolhas que fiz me fizeram não passar pelo capítulo 7). Algumas cenas puxam até mesmo pra horror psicológico pela forma como são descritas... Não acontecimentos em si, mas o ambiente: em determinado momento, entramos no quarto do Guilleume atrás de informação... E pqp, eu queria fechar o jogo pela forma como descreveram a atmosfera e sensações da Rosa.

E quando descobrimos o que exatamente aconteceu e quem o Guilleume é e porque a Mãe da Rosa a tratava como a tratava... Completamente diferente. Não vou contar o quê, mas me surpreendeu muito. Nunca tinha pensado pelo lado apresentado. Meu queixo foi no chão.

E a trilha sonora, especialmente nas cenas em que a Catherine toca piano, é muito linda S2

O melhor: IT'S FREE! http://fervent.itch.io/cupidvn

20 setembro 2015

Alanna: Os Sem-Pele - Capítulo 3: De Súccubos e Glaistigs

Adentraram a central da unidade.

Era um enorme salão circular, dois ou três ou talvez ainda mais andares de distância do chão até o teto abobadado. No centro, havia uma espécie de poço largo e fundo, de água límpida e cristalina que parecia reluzir na penumbra, pedras de mármore azul formando os baixos muros de proteção. No teto, um enorme afresco de uma gruta onde um lagarto gigantesco com sete cabeças de cachorro-do-mato parecia arrastar o corpanzil, rodeado de frutas, mel e abelhas, as cabeças mais ou menos no centro, acima do poço, latindo e rosnando, quase parecendo querer afastar qualquer um do local.

07 setembro 2015

Conto "Cidadão Zero" Gratuito na Amazon!

Gente linda do meu coração! S2

Hoje, dia 7, dia da Independência do Brasil...

Que rufem os tambores!!!!!

*Syba: Facepalm*

Cidadão Zero gratuito procêis na Amazon S2

Vão perder de conhecer Chapeuzinho Vermelho caçadora de recompensas caçando o infame assassino e ladrão Lobo Mau? u_u

Adquira já!


31 agosto 2015

Resultado do sorteio "Mudanças (L. L. Alves) + marcadores"

Que rufem os tambores! Temos um vencedor!

Cleidi Natal de Alcântara, parabéns, sortuda! :)

Enviei um email procê já, pedindo o endereço pra postar o livro ;)

Se tu não responder em 24 hrs, sorteio outro vencedor :(

Enfim... Abraços, gente, e até a próxima! \o/


27 agosto 2015

Alanna: Os Sem Pele - Capítulo 2: De Demônios e Shamans

O Vectra vermelho-acerola estacionou com cuidado na vaga preferencial do estacionamento subterrâneo de um entre centenas de prédios que formavam a paisagem da cidade. A garagem estava cheia, e ambos reconheceram a Spin de Nilton e diversos outros carros, motos e bicicletas parados lá.

Acostumado a realizar aquele processo, Davi olhou ao redor com cuidado, murmurando um feitiço para verificar que estavam só ele e Alanna ali, antes de tirar uma caixa e sua varinha de eucalipto do bolso da calça. Da pequena caixa, ele tirou uma miniatura de cadeira de rodas motorizada; colocou-a com cuidado no chão e afastou-se. Resmungou algo enquanto agitava a varinha, e o veículo, de uma miniatura, passou ao tamanho real em menos de dois segundos, como se inchasse de repente.

Relembrando! - Sorteio "Mudanças" de L. L. Alves

Temos ainda 3 dias até o sorteio, gente!!!!

Quem já se inscreveu, verifique se preencheu tudo corretamente nos requisitos obrigatórios, porque vou verificar, ok? :) (internet às vezes buga, eu sei, passo direto por isso. Especialmente na hora de seguir no Twitter ê_e)

E quem ainda não se inscreveu... Tá esperando o quê? xD

Link do Sorteio

26 agosto 2015

Índice Saga A Catedral

Livro 1: Arely A Mensageira


Wattpad (Caso acompanhe o livro aqui no blog, deixe votos  no wattpad. Dá pra fazer isso tendo ou não conta, se lembro direito. Ajuda a melhorar visibilidade do livro lá :) Por favorzinho? :3 )

Widbook (Se tem conta, adicione na coleção, por favor :3 )

Bookess (que eu esqueço direto que existe u_u' )



Prólogo


Interlúdio: Êxodo

Parte 1: Mundo de Hipócritas









Parte 2: Incômodas Verdades







Parte 3: Catedral




Arely A Mensageira - Capítulo 12: Curar

— Você realmente quer sair hoje, Ly? — a voz de Arwen parecia um grunhido de insatisfação, encolhida contra Alexandre para tentar se aquecer mais. O inverno paulistano ainda não chegara ao auge, mas já era suficiente para fazê-la ter vontade de se encolher debaixo de um cobertor. De preferência, com Alexandre junto e uma bacia de pipocas com queijo e tempero sazon recém-saídas do fogo.

— Quero, Arwen! Agora chega de drama, to com saudades da Sílvya! — a garota, arrastando Ruby pelo braço logo à frente, usava botas e blusa forradas de lã e calças de um grosso veludo, mas apesar disso, suas bochechas e nariz geralmente pálidos estavam coloridos de vermelho.

Arely A Mensageira - Capítulo 16: Ser

Bateram na porta com um ritmo característico, lento e metódico.

Sabri.

Louis ergueu a cabeça do livro — O Príncipe, de Maquiavel — e olhou na direção da entrada do quarto.

— Entre! — a porta se escancarou e o Bruxo andou na direção da poltrona onde Louis se acomodava. — Alguma novidade?

— Os demônios disseram que eles vão realizar o teste com Arely no fim de semana.

Louis fechou o livro e encarou Sabri, os olhos claros demais carregados de ansiedade.

Finalmente. A espera estava deixando-o agoniado, tanto quanto o fato de não conseguir mais se aproximar de Arely.

Arely A Mensageira - Capítulo 15: Descobrir

Depois da noite do estranho pesadelo, Allan e Arely se aproximaram novamente. Ele quem passou a ajudá-la todas as noites com as mãos em carne viva, e então permanecia com ela e a ajudava a dormir, inclusive permanecendo depois, garantindo que ela continuasse dormindo. E quando estava presente durante as refeições, o Lycan prestava atenção e, se achasse que ela mais tinha brincado com a comida do que se alimentado, a fazia comer mais. Não estava adiantando muito; ela continuava emagrecendo, e os pais dela ligavam preocupados todas as vezes que Arely dormia na própria casa, querendo saber se ela comera direito.

Os pesadelos eram constantes, muitos fazendo-a abraçá-lo e então chorar até que adormecesse de novo graças ao cansaço. Allan sentia-se impotente, incapaz de realmente fazer algo que a ajudasse, cada vez que os episódios se repetiam.

Arely A Mensageira - Capítulo 13: Exigir

Uma brisa balançou seus cabelos, trazendo o cheiro do sangue humano em suas mãos direto para seu nariz, mais intenso e fazendo a sede se revolver em seu interior. Uma careta contorceu o rosto de Louis, os olhos brilhando no meio da noite densa no Bosque dos Buritis. Alguns metros à sua esquerda, uma jovem morta, a terra bebendo do sangue que escorria de seu pescoço e ombros e que ele desprezara.

Logo depois do que ocorrera com seu espírito, tanto a sede como a vontade de caçar tinham retorcido suas entranhas, exigindo obediência. Bastara ouvir as novas dos Bruxos, de que Arely fora vista em São Paulo, e a confirmação do que ele já sabia, que seus dons tinham despertado, para sair da casa, deixando a bagunça para o trio, alegando que o desmaio fora falta de sangue decente, direto da fonte.

Arely A Mensageira - Capítulo 11: Proteger

— Tem certeza que está tudo bem, Arely? — Ruby perguntou pelo que podia ser considerada a centésima vez, enquanto ajudava a Humana a organizar os livros no antigo quarto da avó.

Arely suspirou, parando de organizar os livros de Júlio Verne por ordem alfabética na estante, o olhar se perdendo por entre os livros antigos e novos que seus pais e ela vinham acumulando. Ainda não lera sequer metade deles, mas leria todos. Um dia conseguiria. Mas não era isso que se passava em sua mente.

Arely A Mensageira - Capítulo 17: Viajar

Adrien era mesmo um idiota, foi a conclusão que Arely chegou assim que trancou o portão e caminhou na direção da porta, se esforçando para manter as vozes afastada e permanecer lúcida. Ele fora contra o que tanto Ruby como Allan tinham sugerido: que ela continuasse na sede do clã Carvalho, por causa do risco que os pais dela corriam caso ela mergulhasse na insanidade. Ele apenas alegara que estar perto dos pais deveria era facilitar que ela permanecesse lúcida e capaz de descobrir seu pior medo.

Idiota. Sem dúvida alguma. Cada coisa que as vozes e as visões contavam e mostravam sobre ele aumentavam o quão idiota ela o achava. Inferno de maldição que a fazia, apesar disso, ainda amá-lo.

Arely A Mensageira - Capítulo 14: Ouvir

PARTE 3:
CATEDRAL

"Dance a valsa negra comigo no meu quarto
Você gosta das paredes do meu templo?
Faça seus movimento - Presa em meu doce abraço
Leve o tempo que precisar - Você está destinada a ficar

Esvaneça
Encontrando o meu carinho perdido
Esvaeça em direção a minha Catedral"

(Cathedral - Tristania)


OUVIR

Fazia um mês desde a noite de bebedeira e a descoberta sobre quem ela era. Durante a semana, as manhãs eram preenchidas com o colégio, e as tardes no Parque Areião ou no Jardim Botânico, debaixo das árvores e longe das trilhas, ao lado de Adrien. Ruby os rodeava, atenta ao sinal de Vampiros, Bruxos ou humanos suspeitos, enquanto outros membros do clã permaneciam nas redondezas com o mesmo objetivo.

Arely A Mensageira - Interlúdio: CISMA

“Waiting for my damnation — your prosecutor's here
In my own accusation — you can't run from yourself
Oh we're living these lies all alone
So come on and throw the stone”

“Esperando pelo minha danação — seu acusador está aqui
Na minha própria acusação — você não pode correr de si mesmo
Oh, nós estamos vivendo essas mentiras totalmente sozinhos
Então venha e atire a pedra”

(Blood on My Hands – Xandria)

Observou a mansão se erguendo em meio às casinhas organizadas à distância, a inexistência de uma muralha destacando a vila Lafayette, uma sensação de saudosismo preenchendo seu peito após quase dez anos fora daquela dimensão. Sentiu uma mão em seu ombro, e sorriu para seu mestre Leonardo.

— Preparado, Adrien? — o Observador sorria de modo encorajador. O Lycan mais novo limitou-se a acenar afirmativamente.

Arely A Mensageira - Epílogo: Canto À Vida

“Canto alla vita
Alla sua bellezza
Ad ogni sua ferita
Ogni sua carezza”

Canto à vida
À sua beleza
A toda as suas feridas
Toda as sua carícias.

(Canto Alla Vita – Giuseppe Dettori)

A porta se abriu, devagar. A moça de olhos verdes e cansados a encarou, aguardando Hayato entrar. Sabia que era o Observador Drachen. As vozes tinham lhe contado no instante em que ele chegara ao corredor.

- Você me enviou uma mensagem urgente, Elizabeth. – o Drachen sussurrou, fechando a porta atrás de si antes de mancar com a ajuda da bengala até a poltrona diante da Mensageira. – O que aconteceu?

Elizabeth lambeu os lábios secos e cruzou os braços com firmeza em torno de si mesma antes de falar, o olhar um pouco perdido.

- Tive uma visão, Hayato. Em cerca de quinhentos anos, nascerá uma Mensageira. A última. – virou o rosto para o Drachen, focalizando o olhar em seu rosto. – E nenhum Observador a encontrará. Estarão em ruínas. Estará prestes a enlouquecer quando chegar aos dezesseis anos, e Louis, o irmão gêmeo de Adrien, um Vampiro, a encontrará e a transformará numa Bruxa. E eles... Se amarão, de uma forma estranha, e trarão o Inferno sobre a Terra.

O Observador baixou o olhar de bronze derretido, algumas mechas do cabelo branco-puro se soltando da trança e caindo sobre o rosto exótico. Pensativo e sem dúvida alguma sentindo o peso de seus milhares de anos.

- Existe uma forma de impedir isso? De garantir que ela seja encontrada por um Observador? – a voz soou, parecendo vir de todo canto da sala de estudos. Ele devia estar abalado com a visão que ela tivera, para deixar que a própria magia influenciasse tanto o ambiente ao redor.

- Adrien. Ele precisa chegar até lá. E precisa ser eu a amaldiçoa-lo à eternidade. Meu espírito de Bruxo não fará a passagem enquanto a maldição não se completar. Garantirá que as coisas aconteçam. – deu uma pausa, sentindo os olhos marejarem. Quando voltou a falar, a voz tremia. – Mas preciso colocar outras coisas na maldição, ou Adrien provocará uma guerra entre Observadores e Clãs Lycans.

Hayato franziu as sobrancelhas, intrigado.

- Como ele seria capaz disso?

- Ele... Se apaixonará pela Mensageira. Mas, sem encontrar Louis num momento tão intenso, ela amará o herdeiro Alfa de um clã. E Adrien o matará, porque Lycans não foram feitos para a eternidade e esta o afetará muito, a ponto de ignorar o que deve ser feito. – Elizabeth murmurou, e cobriu a boca com a ponta dos dedos. Hayato viu os ombros sacudirem com um soluço mal contido.

- Você vai encontrar algo para contornar isso... – o Drachen murmurou de volta e estendeu uma das mãos para segurar a da Mensageira. Ela deu um pequeno sorriso de lábios, que logo murchou.

- Quer dizer que... Posso seguir com isso?

Foi a vez de Hayato sorrir, e apertou a mão que segurava antes de falar.

- Você é uma Mensageira, Elizabeth. Vocês nos lideram e ditam o melhor caminho a se seguir. Sem Mensageiros, todos ficam perdidos de como realmente agir na guerra. Não posso te proibir de fazer o que deve ser feito, e você não precisa de minha permissão. – respondeu, e soltou a mão fina.

A moça suspirou, apoiando as mãos no colo.

- Ninguém pode saber até que a maldição finde. E todos me odiarão por não saberem o que aconteceria sem minhas ações. – falou tristemente. – E precisa ser antes do casamento. Caso contrário, não terei forças para aceitar ser transformada em uma Bruxa.

- Eu saberei, e não te odiarei. – Hayato falou, a voz séria e cheia de propósito e algo de amargura.

O Drachen abriu e fechou as mãos em punhos diversas vezes. Ele sacrificara os filhos, tantos séculos atrás que já não tinha certeza de quanto tempo se passara. Elizabeth sacrificaria a si mesma. Quantos outros sacrifícios terríveis teriam de fazer em nome do mundo?



Abriu os olhos castanho-chocolate, e antes que pudesse se impedir, começou a chorar. Elizabeth sacrificara a própria felicidade e a si mesma para que ela, Arely, tivesse a chance de se tornar uma Mensageira plena.

Mas será que ela seria capaz de fazer esse sacrifício realmente valer à pena?


“Canto alla vita
Canto a voce piena
A questo nostro viaggio
Che ancora ci incatena”

“Canto à vida
Doce e feroz
Para essa nossa viagem
Que ainda nos acorrenta”


(Canto Alla Vita – Giuseppe Dettori)

21 agosto 2015

Livro "Contos de um Bardo Viajante"


Heeei, gente. Meio atrasada, vim convidá-los à conhecer o livro "Contos de um Bardo Viajante", livro de contos que escrevi junto com alguns amigos e organizado por outros dois amigos (Fábio Abre e Glau Tambra), de contos de fantasia :)

Vocês podem ler o livro tanto no Wattpad como baixar em PDF :)

Wattpad: https://www.wattpad.com/story/46706114-contos-de-um-bardo-viajante

PDF: http://www.4shared.com/office/Jat5F3XHce/Contos-de-um-Bardo-Viajante.html

Pré-Venda "Instituição Para Jovens Prodígios - A Revelação"



SACA SÓ, PESSOAL!

Está aberta a pré-venda do 3º livro da saga "Instituição para Jovens Prodígios" na Amazon.

Vão perder, é? :P O lançamento oficial é dia 28/08, sexta que vem :)

A Revelação: http://goo.gl/qdqpPx

------------------------------------

Ainda não conhece a saga Instituição para Jovens Prodígios? Então aproveite para conferir os dois primeiros volumes!

 A Seleção: http://goo.gl/3Qoxcr

A Traição: http://goo.gl/XtKyTO

08 agosto 2015

Conto "Cidadão Zero"

Tenho alguns sérios problemas pra lembrar de divulgar tudo em todas as minhas redes... Acho que é o excesso de sono...

Enfim.

Convido todos vocês à conhecerem meu conto "Cidadão Zero", pre-sequel (Borderlands s2) do livro maior que virá chamado "Cães de Caça". O conto foi consequência de um desafio no grupo Sem Título, em que o tema era "Releitura de contos de fadas". Ia ser só o conto também... Mas meu cérebro é insano e inventou que teria "Cães de Caça" também.

O livro está à R$ 1,99 na Amazon (http://www.amazon.com.br/gp/product/B012UBSZIK?*Version*=1&*entries*=0)

Ainda não decidi se vou disponibilizá-lo para download e etc. Provavelmente sim. Aviso quando decidir.

Mas ok. Sobre o que é o conto?

Chapeuzinho Vermelho e Space Opera. Basicamente :P



Sinopse:

"Me chamam na galáxia de Chapeuzinho Vermelho. Meu nome real não interessa. 

Interessa que alguém matou Capuz Amarelo, a neta do líder no tráfico de armas, drogas e pessoas da galáxia, Lenhador. 

O idiota que fez isso tem, provavelmente, a maior quantidade de grana sendo oferecida por sua cabeça que qualquer Caçador de Recompensas que se preze já viu ou ouviu falar. 

E essa grana toda vai ser minha. Não estou na lista de "Caçadores de Recompensas Mais Temidos de Floresta Negra" à toa."


Quote:

"Fumaça é o único lugar onde posso atirar um ciclope longe e não ser repreendida por isso, nem mesmo pelo patrão — dono — do tal ciclope. Se o patrão tentar, tenho uns orcs e trolls e ogros do meu lado, então... Seria pior pra eles.

Eu amo esse lugar. Apesar do cheiro.

Nem tudo é perfeito como sanguessugas cheias de sangue de Sereia."

E aí? Vão perder? :P

22 julho 2015

Resenha: Tales I - A Liga dos Artesãos - Alvores

(Dragão que meus pais me deram de niver esse ano acompanhando o Alvores pra dar um clima S2. Ignorem o fundo, quarto em arrumação faz tempo. Nem parece que deixei essa belezinha de dragão cair agorinha na hora de mudar de lugar pra foto. Agora é saber quando que consigo tirar a super-cola dos dedos, já que colei mais eles que o dragão .-.' E desculpem a foto escura. Meu celular não tem flash :( )

Editora: Catarse (Independente)
Autor: Lauro Kociuba
Páginas: 270

20 julho 2015

Antologia Semana da Pátria - Blog Sonhos, Imaginação & Fantasia

Oia eu de novo, people xD

Raro eu aparecer mais de uma vez no dia, né? :P

É por uma excelente razão!

Estão oficialmente abertas as inscrições para a Antologia Semana da Pátria, do blog Sonhos, Imaginação & Fantasia! Confiram o edital abaixo ;)


Sorteio no blog - Mudanças (L. L. Alves) + marca-páginas

Povo lindo do meu coração :3

Chegou hoje o livro "Mudanças" da fofa L. L. Alves, parceira do blog :3 (Resenha aqui)

Sorteio para algum sortudo viajante do blog \o/

Para quem gosta de romances adolescentes/chick-lit/não-sei-categorizar-livros-que-não-sejam-aventura-e/ou-fantasia-e/ou-sci-fi, é uma boa história que eu recomendo fortemente por conta de sua saga pela evolução da personagem principal na idade da "aborrescência" (personagem que é a princesa das personagens irritantes. A rainha é Ever de "Os Imortais" xD).

Junto, vai ainda o marca-páginas do livro autografado pela autora e mais três, dois de Crônicas de Oldar (sorry, Rondinelli e Lu, to com muitos de Oldar aqui kkkkkk) e um da nova edição de Os Filhos de Anansi :3

A borboleta da foto é só pra dar um clima xD Ninguém me toma minhas coisas de borboleta xD

O sorteio será feito pelo RaffleCopter :) Só seguir os passos ;)

As inscrições pro sorteio terminam dia 31 de Agosto.

Qualquer dúvida, me perguntem (aqui, em algum lugar da aba "Contatos", sinal de fumaça... :P )


(Era pra foto tá em outra pose, só que sei lá o que tá bugando aqui na hora de upar pro blog .-.')

a Rafflecopter giveaway



Bora participar, people? :D

Syba: Olha, o livro é bom e tá autografado. Não percam u_u

18 julho 2015

Arely A Mensageira - Capítulo 10: Saber

Louis e os Bruxos olhavam os restos despedaçados dos sequestradores.

Sandman conjurara uma bola de fogo e brincava com ela, jogando-a de uma mão para outra, mas apesar disso, seu rosto rejuvenescido carregava uma expressão raivosa e vingativa. Sabri pegou um pedaço de fígado com a ponta dos dedos, enrugou o nariz e o deixou cair; inútil para ser usado na magia. Jabez chutou um coração para longe de seus pés, tão inútil quanto.

— O pior é que não dá pra aproveitar nada... — Sabri falou num muxoxo. Louis abriu e fechou as mãos diversas vezes.

Alanna: Os Sem Pele - Capítulo 1: De Pais Vampiros, Fadas Madrinhas e Feiticeiros

Bocejou. Achou que sua mandíbula fosse se deslocar, tão longo foi o tal bocejo. Só então encarou, com desconfiança, os ovos mexidos com queijo e o copo de suco natural de laranja diante dela. Subiu as íris cinza-ferro na direção do homem que parecia ser apenas uns dez anos mais velho que ela – mas que tinha no mínimo dois séculos a mais, ele nunca contara sua idade real –, de cabelos negros e espetados, de porco-espinho, como ela gostava de falar desde pequena. A pele era morena, com poucos pelos, e os olhos negros e estreitos tinham uma teia fina e quase imperceptível de roxo. Ele parecia concentrado, lendo as notícias mais recentes no tablete, um copo cheio de um líquido carmim e espesso na mesa à frente dele.

— Nilton... Desde quando você cozinha? – a voz da garota de treze anos saiu tão desconfiada que parecia pertencer a alguém bem mais velho. E ela tinha razão para desconfiar: desde quando Nilton começara a criá-la, quase oito anos atrás, ela vivia à base de fast food, restaurantes e comidas pré-prontas relativamente saudáveis, porque, se tinha algo que ele não aprendera em sua longa vida, esse algo era cozinhar. Ele tinha dinheiro. E, apesar de comer alimentos humanos, esses eram raros – umas três vezes por semana. Para que aprender a cozinhar, então?

11 julho 2015

Alanna: Os Sem Pele - Prólogo

Um som lento e constante de algo se abrindo a alcançou, vindo da cozinha. A janela. Prendeu a respiração por um instante, olhando de esguelha para Jaguar; ele ergueu os olhos verdes e imateriais na direção do arco que levava à cozinha. A mão apertou o cabo do maquauhuitl¹ tão forte que, mesmo com a semi-transparência do corpo, os nós dos dedos embranqueceram.

— É um deles... Posso sentir. – a voz forte soou em sua mente enquanto via os lábios se mexerem. — Você tem de sair daqui, Alanna.

A garota olhou desolada para a cadeira de rodas à sua frente, inteira, mas não rápida o suficiente, não para fugir de um Tzitzimime, e então olhou de novo para Jaguar, para os olhos de jade que tinham lhe passado confiança e força desde o primeiro momento. Percebeu o peito dele se erguer e então abaixar, como se suspirasse.

Piscou momentaneamente, escondendo o cinza-ferro atrás das pálpebras antes de estender a mão direita para o guerreiro, um sorriso pequeno esticando seus lábios e mostrando minimamente suas covinhas. Ao menos não tinha mais de se preocupar que seu poder falhasse.

Com um único olhar na direção da cozinha, de onde o som de vidro quebrando tinha acabado de se espalhar – provavelmente a louça na pia abaixo da janela –, ele tocou a mão estendida dela com a mão do braço que tinha o chimalli2 preso.

E ela deixou que se tornassem um.




1: O maquauhuitl tratava-se de uma arma utilizada pelos astecas e por outros povos que habitavam a região atualmente central do México. Era uma espécie de clava achatada de onde sobressaíam várias lâminas de obsidiana, um vidro vulcânico muito usado pelos povos pré-colombianos.
2: Tratava-se de um escudo redondo e decorado, feito de diversos materiais e disponível para quase todas as classes de guerreiros astecas, com exceção da mais baixa. Outros povo da região também o utilizavam.

Série Alanna


Os sete mundos.

Os sete infinitos ligados dentro de outro infinito limitador.

Mortos aguardando o momento em que, finalmente, finalmente, quebrem a barreira do infinito limitador e partam para o desconhecido.

Com isso Alanna sabe lidar. Muitas vezes os ajuda, quando eles assim o desejam.

Mas quando os mortos e outras coisas que não os costumeiros "demônios e anjos" começam a penetrar no infinito limitador para dentro dos sete infinitos...

Ah.


Para isso, ninguém estaria preparado...


Os Sete Mundos

Primeiro Mundo (Em breve)

Segundo Mundo (Em breve)

Terceiro Mundo (Em breve)

Quarto Mundo (Em breve)

Quinto Mundo (Em breve)

Sexto Mundo (Em breve)

Sétimo Mundo (Em breve)


A Stella Bianca (Em breve)


Humanos Possuidores de Magia (Em breve)


Os Personagens (Em breve)


Trilha Sonora (Em breve)


Livro 1: Os Sem Pele


Sabe... Tudo que as lendas dizem, em todo o planeta - fadas, vampiros, etc... Tudo isso é verdade. Muitos eram espíritos que foram modificados pela crença dos humanos de que eram algo mais. Muitos outros foram incorporados pelos humanos em suas lendas e também modificados pela crença. Com exceção dos "anjos e demônios". Eles são algo mais, imutáveis pela crença e definitivamente não são deste plano.

Eu sou humana, mas capaz de ver e falar com os espíritos dos mortos e de deixa-los usarem meu corpo para interagirem com o mundo físico. Uns me chamariam de Médium. A Stela Bianca me chama de Shaman.

Existe uma constante que sempre guiou a vida de um Shaman: Espíritos dos mortos são capazes de atravessar apenas para o lado de lá do plano, de onde "anjos e demônios" vêm. Apenas "anjos e demônios" podem ir e voltar. Ninguém pode fazer o espírito de um morto voltar.


Essa constante acaba de ser despedaçada.


Capítulos

Ilustrações

Índice - Alanna

Wattpad: https://www.wattpad.com/myworks/44055981-alanna-os-sem-pele

Widbook: https://www.widbook.com/ebook/alannaossempele

Bookess: (Uma hora lembro de colocar lá xD)


Livro 1: Os Sem Pele


14 junho 2015

Lançamento As GRANDES Aventuras de Daniella - Amazon

Leeeembram da Semana Especial AGAD?

Então.

Chegou o grande momento @.@ (na verdade, to atrasada, lançou dia 12/06 :P )

O livro, revisado profissionalmente e com um capítulo extra, maravilindo, será lançado na Amazon!

AEEEEEEEE!!!!! \o/ *surtando*

Vão perder? ê_e

Título: As GRANDES Aventuras de Daniella
Autora: L. L. Alves
Ano: 2015
Versão: Digital
Páginas: 199
Preço promocional: R$6,90 (Somente na primeira semana!)

Sinopse:
Bom, o que eu tenho a dizer sobre esta história maluca que estou prestes a contar? É simples: vocês não vão acreditar. Sério mesmo. Vai parecer loucura, com minha boca suja, dois pés esquerdos, noites inusitadas e quilinhos a mais (muito mais, mas não vamos entrar em detalhes...). Mas vou fazer o quê? É a verdade. E eu vou contar para vocês porque... Sei lá. Na verdade, eu nem devia estar contando, alguns de vocês vão se chocar. 
Ainda está aqui? Bom, o risco é todo seu. Prepare-se. 
Ah, é verdade, esqueci de me apresentar (típico). Meu nome é Daniella Fagundes, vinte e oito anos, namoro com o Thiago há dois anos e posso dizer que tudo está mais que perfeito! (xi, exagerei agora, né?). Também adoro comer e sou diferente de qualquer outra mulher que já tenha contado sua história para vocês. Por quê? Porque sou uma daquelas mulheres conhecida como gordinha. Sabe como é? Eles não se referem a mim como a sagaz Daniella ou a superconfiante Daniella. Sou apenas a gordinha do grupo. Sempre tem que ter um, não é? 
Bom, é isso aí, acho que deu para entender. Afinal, vocês estão prestes a conhecer as minhas aventuras de autoconhecimento e de... Comece a ler, ué. Não quer perder um segundo, quer? 


Leia em seu Kindle, computador, smartphone ou tablet.

Vai perder, é, moço/a? Tá mais barato que almoçar na faculdade! xD (à não ser que, como eu, tu coma no Restaurante Universitário. Nesse caso, só lamento por nossos estômagos)


09 junho 2015

Olha a promoção de Instituição Para Jovens Prodígios, rapaziada!



Oferta Kindle!! Os dois e-books da série fantástica "Instituição para Jovens Prodígios" por apenas R$2,99 cada. Somente 09/06. Aproveitem, que é livro bom!

IPJP - A Seleção: http://goo.gl/5O7Z6P
IPJP - A Traição: http://goo.gl/olZ8iY

13 maio 2015

Arquivo Saga A Catedral: A Catedral

Tal nome foi dado tardiamente, no início da expansão do catolicismo. Não se sabe quem usou o termo primeiro, mas acabou se popularizando e o nome original - A Torre - está apenas nos registros dos Observadores e nas mentes dos Drachens Observadores mais antigos. Aparentemente, o termo é uma referência ao papel dos Mensageiros na Guerra num paralelo com o significado original da palavra Bispo (do grego episkopos e do latim episcopus: aquele que vê por cima, pelo alto, que supervisiona),  podendo ser usada não apenas no sentido religioso, mas também militar, entre outros; uma vez que a catedral é onde se encontra a cátedra do Bispo, e a originalmente Torre é onde os Mensageiros exercem plenamente seu poder como líderes contra Bruxos, Vampiros e Demônios, o termo "Catedral" parece se moldar muito bem.

Mas o que, exatamente, é a Catedral?

Hayato a descreve como um cruzamento entre dimensões, uma estrutura viva e com vontade própria. Dela, é possível ir para qualquer dimensão e universo paralelo existente. Nela, é possível encontrar viajantes de qualquer dimensão.

Ou seria possível.

A Catedral, de alguma forma, isolou uma parte de si dedicada à dimensão de Arely, onde a Guerra ocorre, evitando que ambos os lados recorram à magias, tecnologias e seres de outras dimensões, além de proteger as outras dimensões, caso os Portões do Inferno sejam abertos; teoriza-se que existe um Portão desses para cada dimensão, e que a Catedral possui tal mecanismo de defesa, de isolar uma dimensão com alto risco de abertura do mesmo, para evitar que todas as dimensões entrem em colapso. Alguns poucos Bruxos de grande poder, como Sabri, e Velhos Líderes e Guerreiros presenteados pela Catedral com uma Lágrima das Dimensões, são capazes de caminharem por entre as dimensões, embora não possam andar por toda a Catedral.

A Catedral também possui vontade própria, e de acordo com Hayato, um especial carinho pelos Mensageiros; ela se molda ao redor deles de acordo com o estado de humor, e embora  escolha os Observadores e presenteie alguns Mensageiros, é estranhamente neutra quando se trata das batalhas em si: nada faz para ajudar qualquer um dos lados. Além disso, frequentemente é ela quem interrompe as batalhas dentro de seu território de alguma forma, como fazendo surgir uma parede, e usando cipós, videiras, entre outras plantas e animais, para separar os mortos do campo de batalha para cada um de seus lados.

Os Drachens mais antigos afirmam ter apenas teorias sobre a Catedral e que possuem um conhecimento ínfimo sobre ela.

08 maio 2015

Surtando com Ethernia e etc :v


Olha que coisa mais linda Ethernia. E essa cartinha com direito a selo de cera. E o cartão da Loja Raython. Ganhei mais desses últimos, vou sair distribuindo por Goiânia HASHUASHUASHUAHUAS

Sério, até chamei minha mãe pra ver. Duas babonas, porque o livro ficou lindo demais. As ilustrações. O bottom (esqueci de por na foto. Cabeça oca), a dedicatória e a cartinha que me deram vontade de chorar... Esses meus parceiros que me fazem chorar... A Lu de IJP é a mesma coisa, ama me fazer chorar!

Assim que reler, faço uma nova resenha/atualizo a resenha xD

23 abril 2015

Sorteio de Inauguração - ESTÁ ABERTA A LOJA DE RAYTHON, CAMBADA!



*leva voadora da Syba*

Damn x.x

Syba: Controle-se, mulher! ê_e

Gabi: Mas... Mas... É RAYTHON, CARAMBA!!!! *leva pedala* Ok, vou me controlar ç.ç

Ok. Foco então e vamos ao começo.

19 abril 2015

Semana Especial As GRANDES Aventuras de Daniella - 7º Dia

Semana AGAD: Lançamento As GRANDES Aventuras de Daniella

E chegamos ao último dia dessa Semana mega Especial! O prólogo e os dois primeiros capítulos de As GRANDES Aventuras de Daniella já estão oficialmente disponíveis no Wattpad e no Widbook! A autora lançará dois capítulos por semana. Fiquem de olho!





Acompanhe as GRANDES aventuras de Daniella Fagundes e comentem o que acharam dessa Semana super Especial!


18 abril 2015

Semana Especial As GRANDES Aventuras de Daniella - 6º Dia

Especial AGAD: Baixe “Desejo” de graça na Amazon!

Estamos chegando ao final dessa Semana Especial. Foram quotes, informações sobre os personagens, curiosidades sobre a autora e tantas outras novidades especialmente para o lançamento de AGAD no Wattpad e no Widbook. Hoje, portanto, é dia de promoção especial!
Baixem “Desejo”, prequel da história divertida e emocionante de Daniella Fagundes, gratuitamente pela Amazon e leia em qualquer dispositivo de leitura. Aproveitem!




E-conto
Título: Desejo
Autora: L. L. Alves
Sinopse:
Daniella passa pelos dilemas mais comuns da vida adulta e precisará entender que o importante não é quantos quilos a balança exibe, mas o que sentimos ao nos olhar no espelho. Com uma pitada de humor e erotismo, nossa protagonista encontrará alguém que inesperadamente lhe mostrará que a vida merece ser vivida ao máximo, jamais ignorando seus anseios.
Desejo é um conto sexy que aborda temas do cotidiano e mostra como se sentir bem consigo mesma é a chave para a felicidade.


Link: https://www.amazon.com.br/dp/B00F9W2MP0